Você já sabia que o calor pode provocar urticária, mas você sabia que a cárie dentária e o estresse também podem?
Para a maioria das pessoas saudáveis, um surto de urticária é tão preocupante – e temporário – quanto pegar um resfriado. Mas para aqueles que têm urticária crônica ou urticária, a condição pode parecer implacável.
Na Urticária Crônica Espontânea não é necessário haver nenhum gatilho para disparar o processo da urticária. No entanto, muitas pessoas com alguns tipos de urticária crônica não espotânea percebem que algumas situações aumentam o risco de uma exacerbação. Enquanto você já pode estar ciente de gatilhos comuns, tais como alergias aqui estão alguns gatilhos menos conhecidos de urticária crônica:

1. Cáries e outras infecções

Aqui está uma razão adicional para escovar, usar fio dental e consultar seu dentista regularmente: em um estudo publicado em abril de 2013 na revista Advances in Dermatology and Allergology, os pesquisadores descobriram que a cárie dentária e várias outras infecções podem desempenhar um papel significativo no desenvolvimento de doenças crônicas. Infecções bacterianas (como infecções do trato urinário e infecções na garganta) e infecções virais (como hepatite e norovírus, uma causa comum de “gripe” no estômago) também foram encontradas como gatilhos de urticária crônica.
Além disso, se você tem urticária crônica, você pode querer perguntar ao seu médico sobre fazer o teste para o antígeno Heliobacter pylori, que está associado com urticária crônica. Em um estudo publicado em fevereiro de 2015 na revista Advances in Dermatology and Allergology, um terço dos pacientes com urticária crônica também foi infectado com H. pylori. Além disso, cerca de 92% das pessoas com urticária e H. pylori tiveram uma redução nos sintomas relacionados à condição depois que a infecção foi tratada.

2. Exercício
Você poderia ser alérgico ao seu próprio suor? Sim, diz o Dr. Anand. Embora a causa da urticária desencadeada pelo exercício seja, por vezes, considerada como um aumento do calor corporal, o que realmente desencadeia urticária quando se trabalha é o suor. Isso significa que você deve pular o exercício se tiver urticária crônica? Não necessariamente. Fale com o seu médico se suspeitar que este pode ser um dos seus gatilhos – ele ou ela pode recomendar tomar uma dose de anti-histamínico antes de se exercitar para ajudar a prevenir um surto.

3. Estresse
Pesquisas mostram que o estresse pode desempenhar um papel importante em muitas doenças físicas e mentais, incluindo as urticária idiopáticas crônicas. “O estresse pode trazer e exacerbar as urticária crônicas”, diz Anand. “Não é incomum ver urticárias idiopáticas crônicas se desenvolvendo após um período estressante de tempo.” Pesquisadores também encontraram uma ligação entre transtorno de estresse pós-traumático e urticária. Para reduzir o estresse, tente técnicas de relaxamento – por exemplo, a meditação mindfulness, que foi encontrada para reduzir o hormônio do estresse cortisol em um estudo publicado em 2013 na revista Health Psychology.

4. Cores artificiais e conservantes
Urticárias podem ser desencadeadas por alguns aditivos alimentares, incluindo corantes artificiais, agentes aromatizantes e conservantes, de acordo com pesquisa publicada em junho de 2013 no Indian Journal of Dermatology. No entanto, intolerâncias alimentares que desencadeiam urticárias não podem ser testadas tão facilmente quanto alergias alimentares típicas, uma vez que seu mecanismo subjacente é diferente. Se você suspeitar que sua dieta pode ser um gatilho para suas crises, seu médico pode prescrever uma dieta de eliminação, que, durante um período de várias semanas, irá testar uma intolerância alimentar.

5. Luz do dia
Se a luz solar acionar sua urticária, você provavelmente saberá em apenas alguns minutos de exposição a um desses três tipos de luz: ultravioleta de comprimento de onda longo (UVA), ultravioleta de comprimento de onda curto (UVB) e luz solar que não contém raios ultravioletas, como a luz solar, através de uma janela coberta por um filme protetor que bloqueia a luz UVA e UVB. Urticárias desencadeadas pela luz do sol geralmente desaparecem dentro de um dia, mas na maioria dos casos, elas se repetem. Felizmente, a luz do sol é um gatilho raro e mais fácil de testar do que outros possíveis gatilhos.

6. Temperaturas frias
O inverno não é exatamente a estação mais popular, e com uma boa razão para aqueles que vivem com urticárias crônicas: o frio pode desencadear um surto em alguns. Além do clima, outros gatilhos relacionados ao frio incluem alimentos e piscinas frias. Para as pessoas que são alérgicas ao frio, a imersão total em uma piscina pode desencadear uma reação grave que envolve não apenas urticária, mas também choque alérgico (anafilaxia) e perda de consciência.
Felizmente, é fácil descobrir se o frio é um de seus gatilhos: seu médico pode administrar um teste simples que envolve colocar um cubo de gelo em sua pele por cinco minutos para ver se ocorre uma reação. Se o frio for um gatilho para você, seu médico recomendará que você proteja sua pele do frio e tome seus medicamentos como prescrito.

Lembramos que na Urticária Crônica Espontânea, não é necessário nenhum gatilho para despertar uma crise. Não se sinta culpado ou negligente pela sua doença, mesmo que as pessoas sempre lhe perguntem “o que você fez para estar assim?”.

Fonte: Everyday Health http://bit.ly/2SSiwtJ

Compartilhe!!!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email