A asma induzida por exercício físico é um tipo de asma que surge após fazer alguma atividade física vigorosa, como correr ou nadar, provocando o surgimento de sintomas como falta de ar, chiado ou tosse seca, por exemplo.

Geralmente, a asma induzida por exercício físico começa cerca de 6 a 8 minutos após o início do exercício intenso e tende a desaparecer após o uso do remédio da asma ou após 20 a 40 minutos de repouso. Porém, em alguns casos, a crise de asma também pode surgir 4 a 10 horas após o fim da atividade.

A asma induzida por exercício não tem cura, mas pode ser controlada com o uso de remédios e exercícios que ajudam a prevenir o surgimento dos sintomas, permitindo a realização de exercício físico e, até, a entrada para o serviço militar.

Sintomas da asma induzida pelo exercício físico

Os principais sintomas da asma induzida por exercícios físico podem ser:
– Tosse seca persistente;
– Chiado ao respirar;
– Sensação de falta de ar;
– Dor ou aperto no peito;
– Cansaço excessivo durante o exercício.

Normalmente, estes sintomas podem surgir alguns minutos após o início da atividade física e durar até 30 minutos após o exercício, caso não se utilize remédios para diminuir os sintomas, como as “bombinhas de asma” com corticoides indicadas anteriormente. Veja os sintomas gerais dessa doença.

Qual o tratamento
O tratamento para asma induzida por exercício físico deve ser orientado por um pneumologista ou alergologista e, normalmente, é feito com remédios que devem ser inalados antes do exercício para evitar os sintomas.

Além disso, o médico pode receitar também outros medicamentos para controlar a asma diariamente ou quando os sintomas surgem, que, ao longo do tempo, podem reduzir a necessidade de usar os medicamentos antes do exercício físico.

Melhores exercícios para quem tem asma

1 – Caminhada
A caminhada por cerca de 30 ou 40 minutos diária melhora a circulação sanguínea e a atividade cardiorrespiratória, aumentando assim a captação do oxigênio pelo sangue. Para aproveitar o exercício deve-se experimentar fazer a caminhada no início da manhã ou no final da tarde, quando a temperatura encontra-se mais amena e o indivíduo transpira menos. Nos dias mais frios do ano, caminhar numa esteira dentro de casa ou numa academia de ginástica é mais indicado porque para alguns asmáticos o ar frio da rua pode dificultar a respiração.

2 – Andar de bicicleta
Quem gosta de andar de bicicleta pode aproveitar essa atividade física para fortalecer os músculos das pernas. Inicialmente é recomendado andar devagar, numa ciclovia com pouco movimento para poder aumentar ou diminuir o risco conforme a necessidade. No entanto, andar de bicicleta pode causar dor no pescoço em algumas pessoas devido a altura do selim e do guidom e por isso, só é recomendado andar de bicicleta frequentemente se ela não causar nenhum desconforto.

3 – Natação
A natação é um esporte completo e ajuda a aumentar a capacidade respiratória do indivíduo, porque a respiração da natação deve ser sincronizada para aumentar o rendimento do exercício. Entretanto, se o asmático também tiver rinite alérgica, o cloro da piscina pode dificultar a respiração, mas isso não acontece com todos e por isso é uma questão de experimentar para ver se nota alguma alteração negativa na respiração. Se isso não acontecer é aconselhado nadar 30 minutos diariamente ou fazer 1 hora de natação 3 vezes por semana para beneficiar a respiração.

4- Futebol
Para quem já tem um bom condicionamento físico, jogar futebol esporadicamente é permitido, todavia essa atividade física é mais intensa e pode ser mais difícil para o asmático. No entanto, com um bom condicionamento físico, é possível jogar futebol semanalmente sem entrar em crise asmática, mas sempre que o ar estiver muito frio, deve-se avaliar a possibilidade de fazer outra atividade física.
Como evitar a asma durante o exercício físico

Algumas dicas importantes para evitar a crise asmática desencadeada pela atividade física incluem:

– Fazer um aquecimento 15 minutos antes de começar o exercício, com alongamento muscular ou caminhada, por exemplo;
– Dar preferência para atividades físicas mais leves que, normalmente, não provocam crises de asma.
– Cobrir o nariz e a boca com um cachecol ou máscara de corrida nos dias mais frios;
– Tentar inspirar pelo nariz durante o exercício, podendo expirar o ar pela boca;
– Evitar fazer exercício em locais com muitos alergênios, como perto de trânsito ou em jardins durante a primavera.

Para complementar estas dicas e controlar melhor as crises de asma, também é importante fazer, pelo menos 1 vez por semana, exercícios respiratórios num consultório de fisioterapia.

Fonte: Tua Saúde
Adaptação: Redação CDD

Compartilhe!!!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email