A dermatite atópica pode aparecer em qualquer bebê ou adulto que sofra de algum tipo de alergia, sendo muito comum em pessoas que têm rinite alérgica ou asma, e por isso, é considerada uma forma de alergia na pele. Esta reação pode acontecer a qualquer momento, mas também pode ser desencadeada por alergia a um alimento, poeira, fungos, calor, suor ou como resposta a estresse, ansiedade e irritabilidade.

Além disso, a dermatite atópica tem influências genéticas e hereditárias, pois é muito frequente que a pessoa com esta doença tenha pais também alérgicos. Os sintomas mais comuns são:

– Inchaço na pele;
– Vermelhidão;
– Coceira;
– Descamação da pele;
– Formação de pequenas bolinhas.

Estas lesões podem, frequentemente, aparecer em períodos de surto e desaparecer quando a reação alérgica melhora. Entretanto, quando as lesões não são tratadas ou permanecem por muito tempo na pele, passando para a forma crônica, podem passar a ter uma coloração mais escurecida e parecer uma crosta, situação chamada de liquenificação.

Como a reação alérgica causa coceiras e ferimentos, há grande predisposição para a infecção das lesões, que pode ficar mais inchada, dolorida e com secreção purulenta.

Fonte: Drª. Aleksana Viana – Dermatologista – CRM/PE – 16907 / Tua Saúde http://bit.ly/2QD7Z9w
Adaptação: Redação CDD

Compartilhe!!!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email