Oi, amigos.
Queria contar pra vocês hoje, a importância da psicologia na minha vida de asmática.
Toda terça feira eu sento com a Ana, minha psicóloga incrível e, eu quero tomar a liberdade de abrir um pouco a minha sessão passada com vocês.
Entramos no assunto doenças e, caso vocês ainda não saibam, eu tenho alguns diagnósticos diferentes (não só asma) e ela quis entender um pouco mais o momento desses diagnósticos, os momentos de crise e me pediu um relatório do que teria acontecido no meu dia, sempre que eu tivesse crise, por exemplo, de asma. Segundo ela, com todo seu conhecimento, toda doença tem seu fundo emocional. As crises, com certeza, possuem esse fundo mais do que intenso. Isso fez muito sentido para mim e para minha vida corrida sem muita atenção aos acontecimentos que me sufocam (literalmente).
Com isso eu percebi uma coisa: Asmáticos ansiosos são pessoas que merecem cuidado emocional JÁ! Se você sofre de ansiedade e tem asma, te aconselho como amiga, a procurar ajuda psicológica para conseguir lidar com situação que te tiram o fôlego. Tem me ajudado muito e eu tenho certeza que pode te ajudar também.
Tudo na nossa vida é controle emocional e a gente não aprende isso na infância, mas nunca é tarde.
Eu estou evoluindo muito bem na terapia, conseguindo ter mais leveza no coração, que por sua vez, deixa meu pulmão levinho e reduziu bastante minhas crises de asma, tanto que, recentemente eu tive uma crise de riso bem prolongada com uma amiga e, um pouco antes de eu entender o lado emocional das doenças, eu teria ficado horas tossindo e ‘apitando’ o restante do dia, a cada respiradinha entre as palavras, tateando a bolsa, procurando a bombinha.
Ou seja, esse mês eu aprendi que uma dose de psicologia, também é um ótimo remédio para as crises de asma, que tanto me atrapalham.

Compartilhe!!!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email