Por Camila Batista

CRISES

São um lugar obscuro, se você é um atópico há de concordar comigo.

Estar em crise é um ambiente de sofrimento, que as vezes você não percebe exatamente quando começou, mas quando se da conta está, e não vê a hora de que isso acabe. Viver assim pode ser um tanto complicado, porque tendemos a desenvolver muito mais que as feridas na pele, ficamos ansiosos por essa melhora sem data prevista e preocupados em ver nosso corpo todo marcado. É de fato um lugar obscuro.

Mas vou te dizer uma coisa, que talvez demore um tempo para fazer sentindo ou até para que você aceite isso, eu mesma demorei muuuito tempo.
É normal sentir essas coisas, mas permanecer assim é uma escolha individual de cada um, precisamos com plena certeza, validar o que sentimos e estamos passando, mas também precisamos tocar o barco da melhor forma possível, vou dar alguns exemplos cotidianos, e que acredite, passei por todos eles.

Estar em crise e deixar de sair

Eu já fiz isso inúmeras vezes, em nível hard de crise ou em inícios. Me sentia um lixo, e não queria que ninguém me visse assim, poupar meus ouvidos de comentários e evitar olhares indesejados, essa era minha justificativa.
Agora vamos a verdade
O que adianta ficar em casa e se esconder???
Quer dizer então se você viver pro resto da vida com um eczema no rosto, nunca mais vai sair? (que isso não aconteça, ta!)
Essa limitação de não sair, somos nós que criamos e não a doença em si, e a medida que fazemos isso, nos sentimos ainda mais tristes e sozinhos.
1 – Você não tem culta de ter dermatite atópica
2 – Você não deve nada para ninguém
3 – Não crie mais problemas, já basta ter dermatite

Outro exemplo:

Esconder alguma região que tem uma mancha ou ferida.

Ficamos com vergonha, ta, ok, eu entendo isso totalmente, é constrangedor, mas é só uma ferida, é só uma mancha e ta tudo bem!
A questão é que quando optamos por esconder, 1, 2, 3 vezes isso se torna um hábito negativo e você acaba se privando de coisas que possam te dar prazer e alegria, como ir a praia e não usar roupa de banho, eliminar uma peça do guarda roupa porque evidencia uma região afetada.
Volto a dizer
1 – Você não tem culta de ter dermatite atópica
2 – Você não deve nada para ninguém
3 – Não crie mais problemas, já basta ter dermatite

Estes são só alguns exemplos, poderia citar vários, mas acredito esses serem os mais comuns. Se expor dessa forma não é fácil, mas pode ser um exercício diário.
Experimente aos poucos, vá a padaria mesmo em crise, ou só de uma volta no quarteirão, mas não se isole, não esconda sempre os locais com feridas ou manchas, de uma forma ou de outra isso faz parte de você, mesmo que não tenhamos desejado, mas faz, então é melhor passar a enfrentar essas vergonhas e medos, porque acredite, se libertar disso é maravilhoso.

Tudo bem se tentar e não conseguir, continue tentando.
Com carinho,
Camis Batista

Compartilhe!!!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email