Vocês assim como eu sabem o quanto a urticária é agoniante, as lesões trazem ardência, inchaço e muita coceira. E algumas vezes a impressão que dá é que apenas medicamentos muito severos, muito fortes e que trazem consequências ruins que podem trazer um alívio pra isso.
Sim, eu estou falando dos corticoides!

Ele vem acompanhado de muito alívio, pele limpa rapidamente, tranquilidade e sem vermelhidão. Uma beleza, não?
Seu uso em doses baixas, em necessidades pontuais não é um problema, mas quando se torna um hábito é perigo na certa!

Muitas vezes, pelo paciente não responder satisfatoriamente ao uso de anti-histamínicos a única alternativa que ele vê é o uso de corticoides.
O que precisamos lembrar é que os corticoides não são uma medida de tratamento, mas funciona mais como uma maquiagem aos sintomas. Ou seja, ele acaba retocando seus sintomas pontualmente.

O alerta vermelho aqui é que esse medicamento pode te levar a uma dependência, assim como aconteceu comigo. Eu me vi justamente nesse caminho que acabei de mencionar: fazendo uso de anti histamínicos e sem muita melhora. Minha vontade de ficar bem e poder dar conta da minha vida era maior, e caí numa cilada: no uso contínuo do medicamento, como auto medicação.

Meu conselho a você, como quem fez uso de corticoides por muito tempo, é que você tenha uma conversa franca com seu médico caso esteja também caindo nesse caminho de auto medicação.
O uso de corticoides por um período longo realmente é algo muito sério, ele provoca efeitos indesejáveis que pode afetar seriamente seu organismo.

Felizmente eu consegui me livrar dos corticóides com a ajuda do meu médico e foi grande alegria pra mim! Dependendo do tempo que você está tomando o medicamento não é aconselhável que você interrompa o medicamento sozinho, mas conte com o auxílio de seu médico pra fazer o que chamamos de “desmame.

Não desista da sua melhora, procure ajuda médica. Continue a se tratar, continue a acreditar num caminho de controle pra urticária, fora da automedicação. É realmente possível e eu sou prova disso!

Foto que tirei no dia que consegui o desmame completo do medicamento, em 2016

Compartilhe!!!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email