Viver com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) pode ser um desafio. Você pode tossir muito e ter que lidar com o aperto no peito. E, às vezes, as atividades mais simples podem deixar você sem ar.
Os sintomas desta doença crônica podem piorar com a idade. Atualmente, não há cura para a DPOC, mas o tratamento pode ajudá-lo a gerenciar a condição com sucesso.
Se você tem DPOC e a medicação está sendo eficaz, você ainda pode fazer algumas mudanças de estilo de vida para ajudar você a ficar melhor.
Algumas pessoas acham que praticar exercícios de respiração suave lhes dá mais controle sobre a respiração. Também pode ajudar a fortalecer os músculos respiratórios e respirar mais facilmente.
Mas dicas para gerenciar a DPOC não param por aí. Fazer alterações em sua casa também pode criar um espaço mais confortável para você!
Aqui estão algumas dicas para uma casa amiga da DPOC:

1. Use uma cadeira de banho
Algo tão simples como tomar banho pode deixá-lo sem fôlego e exausto. É preciso muita energia para ficar em pé, banhar-se e segurar os braços acima da cabeça ao lavar o cabelo.

Usar uma cadeira de banho pode impedir que você exacerbe sua condição. E quando você é capaz de economizar energia, há um risco menor de lesão por queda ou escorregamento.

2. Mantenha um ventilador no banheiro
O vapor do chuveiro aumenta o nível de umidade no banheiro. Isso também pode exacerbar a DPOC, provocando tosse e falta de ar.
Para evitar o agravamento dos sintomas, só tome banho em banheiros bem ventilados. Se possível, com a porta ou uma janela aberta ou, ainda, use um exaustor. Se isso não for uma opção, coloque um ventilador portátil no banheiro enquanto toma banho para reduzir a umidade e ventilar o ambiente.

3. Não permita que fumem na sua casa
Muitos casos de DPOC são devidos ao tabagismo, seja por ser fumante ativo ou passivo. E mesmo que você tenha parado de fumar, a exposição à fumaça do cigarro pode causar um surto ou piorar seus sintomas.
Para manter seu sistema respiratório saudável, você deve evitar fumar e manter sua casa livre de fumo.
Esteja atento ao fumo de terceira mão também. Isso se refere à fumaça residual deixada para trás depois que uma pessoa fuma. Então, mesmo que alguém não fume ao seu redor, o cheiro de fumaça em suas roupas pode piorar seus sintomas.

4. Elimine os tapetes
Tapetes podem prender muitos poluentes como pelos de animais, poeira e outros alérgenos. Dependendo da gravidade dos sintomas, remover o carpete e substituí-lo por pisos de madeira ou azulejos pode ajudar a melhorar os sintomas.
Se você não conseguir remover o carpete, compre um aspirador com filtro HEPA e aspire o chão com frequência. A cada seis a 12 meses, limpe a vapor seus tapetes, móveis de tecido e cortinas.

5. Ligue um purificador de ar
Um purificador de ar pode remover alérgenos e outros poluentes e irritantes do ar. Para filtração de alto nível, escolha um purificador de ar com filtro HEPA.

6. Não use produtos químicos agressivos em ambientes fechados

Alguns produtos químicos usados para remover o pó, esfregar ou desinfectar a sua casa podem, potencialmente, irritar o seu sistema respiratório e desencadear a falta de ar.
Faça um esforço para evitar completamente produtos químicos. Isso inclui produtos químicos usados para limpar sua casa e produtos de higiene pessoal. Além disso, tenha cuidado com purificadores de ar, plug-ins e velas perfumadas.
Procure por itens naturais ou não tóxicos, livres de perfumes. Quanto a limpeza, considere fazer seus próprios produtos de limpeza domésticos naturais. Há muitas opções que você pode produzir usando vinagre, suco de limão, bicarbonato de sódio e água.

7. Elimine a desordem interna
Eliminar a desordem reduz o acúmulo de poeira para que você possa respirar mais facilmente.
Quanto menos desordem em sua casa, melhor. A desordem é um terreno fértil para a poeira. Além de aspirar e limpar o chão, prateleiras, mesas, cantos e estantes.

8. Tenha seu ar condicionado e dutos de ar inspecionados
Esse é um aspecto da manutenção doméstica que você pode negligenciar, mas é importante se você tiver DPOC.
Mofo e bolor em sua casa podem passar despercebidos e, sem saber, piorar sua condição. Anualmente, agende uma inspeção de ar condicionado e mande inspecionar o duto em busca de bolor.
Eliminar mofo e bolor em sua casa pode levar a um ar mais limpo e a um ambiente mais respirável.

9. Evite escadas
Se você mora em uma casa de vários andares, considere se mudar para uma casa de um nível, se possível.
Deixar a sua casa pode ser difícil, especialmente se você criou sua família e anos de memórias. Mas se você tem DPOC moderada a grave, com agravamento dos sintomas, subir escadas diariamente pode levar a surtos frequentes de falta de ar.
Se você não conseguir se mudar para uma casa de um nível, poderá escolher um quarto no andar de baixo ou instalar um elevador de escadas.

10. Obtenha um tanque de oxigênio portátil
Se você precisar de oxigenoterapia, converse com seu médico sobre como obter um tanque portátil. São leves e compactos e, por serem projetados para serem portáteis, você pode levá-los de um quarto para outro sem tropeçar.
Usar um tanque de oxigênio portátil também facilita viajar para fora da casa, dando-lhe independência e melhorando sua qualidade de vida.
Lembre-se, o oxigênio alimenta o fogo. Certifique-se de que você sabe como usá-lo com segurança. Mantenha um extintor de incêndio em sua casa como precaução.

Viver com a DPOC tem seus desafios, mas fazer alguns ajustes básicos pode criar uma casa mais adequada a essa doença. Ter um espaço confortável e respirável pode reduzir o número de crises, permitindo que você aproveite a vida ao máximo.

Redação CDD

Compartilhe!!!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email