Mães com esses 3 hábitos saudáveis vivem mais e mais felizes

Dê a si mesmo um presente de Dia das Mães para toda a vida este ano, iniciando novos hábitos saudáveis que fazem sentido para você. Que melhor momento para uma mãe mergulhar profundamente nos hábitos de autocuidado do que no Dia das Mães? Esta celebração anual dá aos seus filhos e companheiros a oportunidade de prestarem suas homenagens, lembrando o quanto você é apreciada e amada. Mas, as chances são grandes de, no final do dia, você voltar aos cuidados para todos, menos para si mesma.

Como você provavelmente passa a maior parte de suas horas acordada, trabalhando e cuidando da família, é difícil pensar em autocuidado. Mas uma mãe mais saudável é uma mãe mais feliz – e que pode viver uma década a mais.

Um estudo publicado na revista científica Circulation revelou que as mulheres que seguiram cinco hábitos de vida saudáveis ​​viveram cerca de 14 anos a mais do que as mulheres que não o fizeram. 

Não é surpresa que esses fatores sejam se exercitar pelo menos 30 minutos por dia, manter uma alimentação nutritiva, não fumar, beber com moderação e manter um peso saudável.

Isso pode parecer uma lista intimidadora para enfrentar junto com um dia cheio de bebês, crianças pequenas, adolescentes, lavanderia, culinária, compras, compromissos de trabalho e muito mais, mas chegar lá não precisa ser difícil. Na verdade, pode ser divertido. Comece pequeno, mantenha o ritmo aos poucos e em breve você terá uma vida mais saudável e feliz.

Aqui estão três hábitos saudáveis ​​que as mães podem começar hoje:

  1. Pense antes de comer

Embora possa parecer nojento para as pessoas que não têm filhos, as mães costumam comer as sobras de seus filhos. É uma segunda natureza para muitas. Afinal, quem quer ver comida ir para o lixo? Mas você tem ideia de quantas calorias há nessa porção meio comida de macarrão com queijo? Ou aquele quarto de panqueca? Cerca de 150 calorias em cada, para ser exato. Passar o aspirador nos pratos dos seus filhos pode causar estragos na sua dieta, assim como os lanches. Seu filho de 4 anos pode precisar comer entre as refeições, mas você provavelmente não. Evite o consumo involuntário de calorias comendo três refeições saudáveis ​​por dia, cuidando das porções e deixando os biscoitos para os mais pequenos.

“Trabalhando com milhares de mulheres, vemos repetidamente que muitas não comem proteína suficiente”, disse Lauren Koski, cofundadora e treinadora de nutrição da organização Healthy Habits, ​​Happy Moms, à Healthline. “A proteína é fundamental para muitas funções do corpo, mas também ajuda a mantê-lo saciado por mais tempo e a manter mais massa muscular.”

Boas fontes de proteína magra incluem aveia, peixe, brócolis, carne magra, quinoa, ovos, peito de frango, amêndoas e queijo cottage.

  1. Mexa esse corpo

Devan Kline, personal trainer e co-proprietário do Burn Boot Camp (aulas inspiradas em treinamento militar), junto com sua esposa, Morgan, percebe que mães ocupadas não têm muito tempo para se dedicar a ficar em forma e sugere abordagens alternativas para se exercitar.

“Meu exercício principal favorito no mundo é a prancha”, diz Kline. “Faça uma prancha todos os dias e observe o quão forte seus músculos do centro do corpo (core) podem ficar.” Ele também sugere juntar as crianças para atividades aeróbicas como pega-pega, correr atrás de uma bola pelo quintal, pular corda ou correr com o carrinho. São boas estratégias para fazer junto com os filhos, além de passar mais tempo juntos, queimando calorias.

“Muitas vezes nos perguntam qual é o melhor tipo de exercício e nossa resposta é sempre a mesma. Faça o que você gosta”, diz Koski. “Para construir um hábito de movimento sustentável, a parte mais importante é que você goste do que está fazendo. Qualquer movimento é benéfico, então, o que você escolher será ótimo. Meus favoritos são caminhada e treinamento de resistência.”

  1. Apenas relaxe

“Se você está em uma fase de auto-sabotagem, nenhuma mudança saudável será ‘boa o suficiente’ para fazer você se sentir melhor consigo mesma”, diz Koski. “Trabalhar para mudar seu diálogo interno é crucial, além das mudanças físicas que você deseja fazer. E mudar hábitos em um lugar de amor e cuidado por si mesmo é muito mais fácil e agradável do que tentar mudar hábitos em um lugar de punição por não se achar boa o suficiente.”

A blogueira do site Embracing Simple (em tradução livre seria “abraçando o simples”) Christina Tiplea, que reconhece plenamente que trabalhar, limpar a casa e cuidar das crianças são uma história sem fim, sugere que você se pergunte: “O que posso fazer para tornar este momento mais agradável?”

Christina recomenda que você aumente o som das suas músicas favoritas e deixe a música te levar adiante enquanto faz as tarefas que não exigem tanta atenção, ou ainda assistir a um programa de TV divertido. Se tiver que ir para a rua, em filas, ou momentos de longas esperas, é o momento perfeito para abrir um livro ou folhear uma revista.

Além disso, uma boa maneira de arranjar tempo para o autocuidado é desfazer o hábito de verificar obsessivamente as suas contas de mídia social. Todos nós já estivemos lá, uma rápida olhada no Facebook ou Instagram e puf, uma hora desaparece. Dê a si mesma um tempo limite de mídia social e resolva ignorar seus aparelhos por pelo menos três horas. Quando conseguir chegar nesse tempo, mente para cinco horas. Você não perderá nada importante e poderá se encontrar em um lugar mais calmo e produtivo.

Pode parecer óbvio, mas o sono também é fundamental para a calma. É um bloco de construção de saúde que muitas vezes recebe pouca atenção – especialmente com bebês e crianças pequenas em casa. As mães da organização “Healthy Habits, ​​Happy Momssugerem que as pessoas priorizem o sono antes de tentar mudar qualquer outra coisa. Não é uma receita fácil, mas você pode tentar dar uma piscadela quando seu bebê cochilar, contratar uma babá por algumas horas para que você possa ter momentos de descanso ou de foco para o trabalho, ou também trocar as mamadas com o(a) parceiro(a) se o bebê tomar uma mamadeira.

Fazer apenas algumas mudanças no estilo de vida nessas três grandes áreas pode ajudar você a voltar para o caminho de uma vida mais saudável – alguém que possa aproveitar melhor os altos e baixos da maternidade. 

Leia também no site da CDD:

Adaptação e tradução: Equipe da Crônicos do Dia a Dia (CDD) 

Fonte: Healthline

Escrito por Linda Hagen-Miller — Atualizado em 18 de maio de 2018

Compartilhe!!!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima