Vocês assim como eu sabem o quanto a urticária é agoniante, as lesões trazem ardência, inchaço e muita coceira. E algumas vezes a impressão que dá é que apenas medicamentos muito severos, muito fortes e que trazem consequências ruins que podem trazer um alívio pra isso.
Sim, eu estou falando dos corticoides!

Ele vem acompanhado de muito alívio, pele limpa rapidamente, tranquilidade e sem vermelhidão. Uma beleza, não?
Seu uso em doses baixas, em necessidades pontuais não é um problema, mas quando se torna um hábito é perigo na certa!

Muitas vezes, pelo paciente não responder satisfatoriamente ao uso de anti-histamínicos a única alternativa que ele vê é o uso de corticoides.
O que precisamos lembrar é que os corticoides não são uma medida de tratamento, mas funciona mais como uma maquiagem aos sintomas. Ou seja, ele acaba retocando seus sintomas pontualmente.

O alerta vermelho aqui é que esse medicamento pode te levar a uma dependência, assim como aconteceu comigo. Eu me vi justamente nesse caminho que acabei de mencionar: fazendo uso de anti histamínicos e sem muita melhora. Minha vontade de ficar bem e poder dar conta da minha vida era maior, e caí numa cilada: no uso contínuo do medicamento, como auto medicação.

Meu conselho a você, como quem fez uso de corticoides por muito tempo, é que você tenha uma conversa franca com seu médico caso esteja também caindo nesse caminho de auto medicação.
O uso de corticoides por um período longo realmente é algo muito sério, ele provoca efeitos indesejáveis que pode afetar seriamente seu organismo.

Felizmente eu consegui me livrar dos corticóides com a ajuda do meu médico e foi grande alegria pra mim! Dependendo do tempo que você está tomando o medicamento não é aconselhável que você interrompa o medicamento sozinho, mas conte com o auxílio de seu médico pra fazer o que chamamos de “desmame.

Não desista da sua melhora, procure ajuda médica. Continue a se tratar, continue a acreditar num caminho de controle pra urticária, fora da automedicação. É realmente possível e eu sou prova disso!

Foto que tirei no dia que consegui o desmame completo do medicamento, em 2016

Compartilhe!!!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no email

11 comentários em “Corticóide: amigo ou vilão?”

  1. Pingback: Existe alívio para urticária? - 3000 dias

  2. Antonio Carlos Tieri

    Após a receita de um médico, tomei o Prednisona por 5 dias consecutivos e a dor nas articulações na perna esquerda diminuiu por completo, logo, pensei vou tomar esse medicamento direto pois me alivia as dores. Logo em seguida em uma consulta com minha cardiologista fui informado do perigo que estava passando. Conclusão: Após tomar quase todos os antinflamatorios sem resultados, o que posso fazer ??

    1. Olá, querido amigo, boa tarde! Sinto muito por você estar passando por isso. O certo seria retornar ao profissional que lhe receitou o corticoide, eles são ótimos, mas se tomados sem restrições, são perigosos. Somente seu médico poderá inclusive, aumentar sua dose, se for o caso, para passar esse processo de inflamação nas suas articulações e por consequência, a dor. Um forte abraço, Marcia.

  3. Será que pode tomar corticóide e aciclovir,ao mesmo tempo?200mg cada um.
    Alergia forte,a primeira vez que tenho, enquanto aguardo médico,indicaram esses🤷🏻‍♀️

    1. Olá, querida amiga, boa tarde!

      O ideal é sempre procurar um profissional para indicar o melhor tratamento para você. Somente uma equipe médica poderá, com segurança, avaliar o melhor a ser feito no seu caso. Um forte abraço, Paula.

  4. Marco Aurélio da Rocha Lyrio

    Estou com o mesmo problema seu, dependência de Prednisona, tenho um problema que começou quando eu tinha 13 anos e o médico diagnosticou como reumatismo, uma dor muito forte no quadril direito que me impedia de andar normalmente, fiz um tratamento, mas esse problema voltou mais ou menos 29 anos depois, dessa vez atacando meu cotovelo direito, a partir dai passei a ter crises anuais, que evoluiram para semestrais, trimestrais, mensais e desde 2018 passaram a ser diárias, e atacavam quase todas as minhas juntas, principalmente os joelhos e quadris, muitas vezes migrando de uma junta pra outra da noite pro dia, fui a mais ou menos 8 médicos, 6 do SUS e 2 particulares, fiz uma bateria de exames, e nenhum deles conseguiu diagnosticar o meu problema, todos receitaram AINE’s e disseram que eu só usasse no máximo por 10 dias, mas depois dos tais 10 dias as dores voltavam pontualmente, e tome remédio, a dor é insuportável, daí uma conhecida que teve Chikungunya e ficou toda dolorida como sequela dessa doença me indicou a Prednisona como santo remédio, comecei a tomar e as dores sumiram como por passe de mágica, tomei por 5 dias e depois fiquei quase um mês sem sentir nada, pura ilusão, as dores voltaram novamente, daí eu repetia o tratamento, elas sumiam mas voltavam a intervalos cada vez menores, até que passei a tomar essa coisa diariamente e venho fazendo isso há mais de um ano. começaram os efeitos colaterais extremamente desagradáveis e resolvi ir dinimuindo a dose, mas sem saber como fazer parei abruptamente e no dia seguinte não conseguia nem ficar de pé, minha pressão arterial despencou, náuseas, tonteiras, anorexia e dores ainda piores, dessa vez nos músculos e nas juntas, em cada cm quadrado do meu corpo, daí procurei o médico e ele me encaminhou a um reumatologista e me mandou fazer uma bateria de exames, e tive que voltar a tomar Prednisona outra vez depois de ter passado talvez os 12 piuores dias da minha vida, já estava desesperado de tanta dor, mal podia me arrastar até o banheiro, sou casado, mas minha mulher vive na casa das filhas dela de outro casamento em outra cidade e prefiro ficar sozinho em casa com as minhas plantas por quem tenho muito carinho, mas não estava podendo nem cuidar graças a essas dores que não desejo nem ao pior ser humano vivente nesse mundo. só peço a Deus que esse 9º médico possa me ajudar a descobrir a causa dessas dores e me livrar desse veneno chamado Prednisona.

    1. Ana Julia Melo

      eu estou cm o mesmo problema, pelo uso do msm medicamento, tenho dezessete anos e tenho rinite cronica, o uso da predinisona para tratar a inflamacao do meu septo foi meu unico alivio, tanto que usei por DOIS ANOS esse veneno, ele foi o unico que conseguia possibilitar que eu respirasse pelo nariz. tentei varios outros medicamentos mas pelo meu caso ser cirúrgico os mesmos foram sem sucesso. recentemente comecei a sentir uma dor bem forte no pe da barriga, corri pro medico e ele ja providencio o meu “desmame” ainda sinto a dor, ainda tomo o predinisona mas cm doses menores, ainda estou sendo acompanhada pelo medico, e corro atras da minha cirurgia, mas em um periodo deste de pandemia acho justo ela ficar para outra hora.

      1. Olá, Ana, boa tarde! Se no momento da vacinação para pessoas com comorbidades, você já tiver completado 18 anos (no Brasil apenas maiores de 18 podem ser vacinados), e pelo uso de corticoide, provavelmente se encaixe na fase das comorbidades. Mas seria importante que seu médico confirmasse se terá direito e qual documentação precisará levar. Um forte abraço, Marcia.

  5. rose nascimento

    Oi Marcos sugiro que faças o Protocolo Coimbra tratamento com vit D3 …procure o grupo no Facebook e saiba mais! Desejo lhe a cura.

  6. Gerson Antonio Martins

    Tive a covid19 e tomei o corticoide por recomendação médica pelo período de 30 dias. Fiz o chamado desmame, reduzindo a dose gradativamente, porém ao parar totalmente comecei a ter dor de cabeça muito forte e tremor no corpo todo. É um medicamento muito forte.

  7. angela m s biagini

    Obrigada querida irmã ! Foi muito importante e benéfico , creio que para todos o compartilhar de sua experiência com este medicamento . Valeu demais . DEUS te Abençoe .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima