Canabidiol (CBD) e condições de pele

Cosméticos com o derivado da maconha, CBD ou canabidiol, estão em alta – mas qual benefício eles oferecem para quem convive com condições de pele?

 

De cremes a óleos corporais, séruns faciais e muito mais, cada vez mais marcas consolidadas apostam em cosméticos contendo canabinóides. Muitos desses produtos prometem limpar, curar e aliviar os sintomas de doenças inflamatórias da pele.

O canabidiol, ou CBD, é um canabinóide, uma molécula químicamente ativa encontrada nas plantas da família da Cannabis sativa, que inclui tanto a maconha quanto o cânhamo. Ao contrário do canabinoide mais conhecido, o THC (tetrahidrocanabinol), o CBD não é “psicoativo”. Em outras palavras, ele não oferece o efeito recreativo. Como o THC, entretanto, o CBD tem alguns efeitos potencialmente eficazes para a saúde.

“Acho que o CBD tópico é um tratamento muito promissor para condições de pele; em teoria, pode diminuir a coceira, a dor e a inflamação. Na forma de aplicação correta, ele também pode ajudar a curar a barreira da pele”, disse Peter Lio, que é professor assistente clínico de dermatologia e pediatria na Feinberg School of Medicine da Northwestern University e diretor fundador do Chicago Integrative Eczema Center.

Como o CBD pode ajudar a pele?

Desde a década de 1990, os cientistas sabem que os humanos (e muitos outros animais) têm um sistema complexo de receptores de canabinóides em todo o corpo, inclusive na pele. Este sistema endocanabinoide ajuda a regular e normalizar muitos processos fisiológicos, incluindo dor, humor, estresse, sono e função do sistema imunológico.

O corpo produz seus próprios canabinóides que ativam o sistema, e o CBD e outros canabinóides à base de plantas também estimulam seus efeitos de cura. “Especificamente, o CBD tem propriedades anti inflamatórias, anti-coceira e anti-dor que o tornam extremamente atraente como composto medicinal, principalmente em dermatologia”, disse Lio.

Há alguma evidência científica de que os cosméticos tópicos com CBD melhoram sintomas?

Existem poucos estudos sobre o CBD tópico em pessoas com dermatite atópica. Um pequeno estudo publicado em 2019 na Clinical Therapeutics que incluiu algumas pessoas com dermatite atópica descobriu que uma pomada de CBD ajuda a limpar a pele e reduz a coceira e a perda de sono causada pelo sintoma.

A pesquisa também sugere que o CBD é antimicrobiano, com alguns dados mostrando que ele funciona tão bem quanto os antibióticos para matar o Staphylococcus aureus. Essa bactéria pode infectar a pele de pessoas com dermatite atópica, desencadeando crises e outras complicações.

As evidências em humanos ainda são bastante limitadas, o que significa que é difícil saber o quão bem o CBD funciona para o eczema, ou os principais componentes necessários para o sucesso”, disse Lio. Respostas mais claras sobre o CBD e o eczema podem estar disponíveis em breve. Os resultados de um teste de um gel de CBD em cerca de 200 pessoas com dermatite atópica moderada devem ser divulgados em breve.

Então, os produtos cosméticos com CBD são seguros para pessoas com eczema? Vale a pena testar?

A pesquisa até o momento mostra que o CBD tópico é seguro.

“Acho que para os adultos que querem experimentar um tópico de CBD, há pouco risco”, disse Lio, que observou que muitas pessoas afirmam se beneficiar com os produtos. Como qualquer outra coisa aplicada à pele, os produtos com CBD podem causar reações, portanto, teste em uma pequena área por alguns dias antes de aplicá-los amplamente.

O que mais preciso saber antes de comprar um creme ou óleo de CBD?

Alguns produtos de CBD são rotulados como “isolados”, o que significa que o CBD é o único canabinoide que eles contêm. Os produtos de CBD de amplo e completo espectro são feitos com vários canabinóides, às vezes incluindo THC.

Fabricantes de renome ​​costumam oferecer um certificado de análise (CoA). Frequentemente encontrados em sites de empresas, os CoAs são compilados por um laboratório independente e credenciado e detalham as quantidades dos vários canabinoides de um produto.

Os produtos de CBD são legalizados no Brasil?

Diferentemente de outros países, no Brasil é proibido fabricar, comprar ou vender qualquer cosmético que contenha derivados da cannabis. A legislação permite à indústria a fabricação de medicamentos derivados de cânhamo, mas usando apenas matéria-prima importada.

 

Fontes: National Eczema Association  e Você S/A

Tradução e adaptação: Redação CDD – Crônicos do Dia a Dia

Compartilhe!!!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima