Alergias sazonais ou COVID-19? Aprenda a diferenciar!

Será que é alergia ou covid? Esclarecendo algumas dúvidas importantes para pessoas com alergias

 

As alergias nunca são agradáveis ​​ou convenientes. Durante uma pandemia global, elas podem confundir ou até alarmar. A pandemia do COVID-19 forçou muitas pessoas a observar mais de perto sua saúde e seus sintomas. Para quem sofre de alergias, essa é uma preocupação diária durante o auge do inverno.

Se você acordar com tosse ou coceira nos olhos, pode se perguntar: “É COVID-19 ou alergia?” Esta é uma preocupação razoável e é importante entender a diferença entre COVID-19 e alergias.

Quais são os sintomas da COVID-19?

Os sintomas da COVID-19 variam de pessoa para pessoa, mas podem incluir:

  • febre ou calafrios
  • tosse
  • falta de ar ou dificuldade em respirar
  • fadiga
  • dores musculares ou no corpo
  • dor de cabeça nova
  • perda de paladar ou olfato
  • dor de garganta
  • congestão ou nariz escorrendo
  • náusea ou vômito
  • diarreia

Esses sintomas geralmente se desenvolvem entre 2 e 14 dias a partir da exposição ao vírus.

Quais são os sintomas das alergias?

Como no COVID-19, as alergias sazonais variam de pessoa para pessoa, mas os sintomas comuns de alergia sazonal incluem:

  • nariz escorrendo, geralmente com muco claro ou de cor pálida
  • espirros
  • tosse
  • olhos vermelhos e lacrimejantes
  • coceira ao redor do nariz, boca ou olhos

Quando não tratadas, as pessoas com alergias sazonais podem desenvolver:

  • congestão nasal
  • dor de cabeça
  • dor de garganta
  • gotejamento pós-nasal
  • diminuição do olfato
  • infecções dos seios da face (também chamadas de sinusite)
  • infecções de ouvido
  • inchaço ou olheiras
  • falta de ar
  • fadiga

Esses sintomas podem aparecer em diferentes épocas do ano, dependendo do que desencadeia suas alergias. O pólen das árvores é uma fonte frequente de alergias no início da primavera, enquanto o pólen das gramíneas é mais problemático durante o início do verão. O pólen da ambrósia surge no final do verão e no outono. As alergias a fungos podem ser um problema no outono e no inverno.

O que causa os sintomas do COVID-19 e das alergias?

Embora haja alguma sobreposição entre os sintomas de alergia e COVID-19, esses são dois problemas de saúde muito diferentes.

  • COVID-19 é um vírus contagioso facilmente transmitido de pessoa a pessoa.
  • As alergias são causadas pela reação do sistema imunológico a uma exposição a um alérgeno, como o pólen. As alergias não são contagiosas.

Como saber: é alergia ou COVID-19?

COVID-19 e alergias apresentam sintomas que se sobrepõem. Antes de ficar muito preocupado em saber se seus sintomas são de COVID-19 ou alergias, existem algumas perguntas que você pode fazer a si mesmo, incluindo:

Estive recentemente em contato com alguém com COVID-19? Se a resposta for sim e você tiver sintomas de COVID-19, considere fazer o teste.

Tenho febre, tosse ou falta de ar?

Esses são alguns dos sintomas mais comuns de COVID-19. Se você tiver esses sintomas, considere fazer um teste e/ou procurar atendimento médico. Isso é especialmente importante se você teve contato com alguém que tem um teste de COVID-19 positivo.

A febre não é um sinal de alergia sazonal. Se você tiver febre de 38 °C, mesmo com outros sintomas de alergia, considere fazer o teste de COVID-19 e/ou procurar atendimento médico.

Pode não haver uma diferença distinguível entre uma tosse alérgica e tosse do COVID-19. Ambos podem desencadear uma tosse seca. Mas COVID-19 normalmente não causa tosse “úmida” (quando você tosse com catarro), enquanto isso pode acontecer com as alergias.

Normalmente tenho alergias sazonais nesta época do ano? Esses sintomas são consistentes com meus sintomas normais de alergia?

Se você respondeu sim a ambas as perguntas, isso deve reduzir a preocupação de que você tenha COVID-19, especialmente se você não tiver febre.

Se você normalmente não tem alergias sazonais ou seus sintomas são diferentes, isso pode ser motivo de preocupação. Você pode querer fazer o teste para COVID-19 e/ou consultar sua equipe médica.

Não há uma maneira precisa de determinar se você está com uma alergia sazonal ou COVID-19 sem um teste ou avaliação médica. Considere o quadro geral, reveja seus sintomas, contatos recentes e seu histórico pessoal de saúde. Em caso de dúvida, entre em contato com sua equipe médica para discutir suas preocupações.

Quais são as considerações especiais para pacientes com alergia em relação ao COVID-19?

A sobreposição de sintomas de COVID-19 e alergias pode criar preocupação extra durante a estação das alergias. Não há evidências que sugiram que pessoas com alergias correm maior risco de COVID-19, mas isso não significa que você deve abandonar os métodos de prevenção de infecções. Você deve continuar a usar máscaras, praticar o distanciamento social, evitar grandes multidões e praticar uma boa higiene das mãos. Você pode até melhorar de alguns sintomas da sua alergia, pois as máscaras podem ajudar a protegê-lo da exposição ao pólen. 

Aqui estão algumas perguntas que você pode ter se você vive com alergias:

Devo tomar remédio preventivo para alergias durante o COVID-19?

A prevenção é fundamental no tratamento da alergia. Se você normalmente tem alergia sazonais, comece seu remédio cedo. Os alergistas dizem que você deve começar a tomar o remédio para alergia cerca de 2 semanas antes de desenvolver os sintomas. Isso ajudará a reduzir os sintomas de alergia quando eles chegarem.

Se você tem tomado o seu medicamento para alergia há algumas semanas e um dia acorda com tosse, falta de ar e dores no corpo, pode ser uma indício de que tem COVID-19. Você pode querer fazer o teste para COVID-19 e/ou consultar sua equipe médica.

Pessoas com histórico de alergias devem tomar a vacina contra o COVID-19?

Sim, pessoas com alergias devem tomar a vacina contra o COVID-19. Não há evidências que sugiram que pessoas com histórico de alergias sazonais correm maior risco de reações à vacina. A vacina ajudará a prevenir você de pegar o COVID-19 ou de ficar muito doente, se você pegá-lo.

As únicas pessoas que não devem receber a vacina são aquelas com histórico de reações graves a um ou mais de seus ingredientes. Se você tiver histórico de reações alérgicas graves a vacinas ou outros medicamentos injetáveis, converse com seu médico antes de se vacinar.

Devo tomar uma segunda vacina COVID-19 se tiver uma reação grave à primeira injeção?

Se você tiver uma reação alérgica grave após receber a primeira dose da vacina COVID-19, não deverá tomar a segunda dose. Converse com seu médico sobre suas opções de proteção contra a COVID-19.

Devo tomar meu medicamento para alergia no mesmo dia em que recebo minha vacina contra COVID-19?

Você pode tomar medicamentos para alergia no mesmo dia em que receber a vacina contra COVID-19. Se você estiver tomando corticosteroides orais ou injetáveis ​​em altas doses, converse com seu médico antes de receber a vacina.

Se você não toma remédios para alergia de forma rotineira, não se pré-medique com remédios para alergia antes da vacinação contra COVID-19.

Devo tomar minhas injeções de imunoterapia para alergia ou outros medicamentos biológicos no mesmo dia que minha vacina COVID-19?

A orientação atual afirma que você não deve tomar vacinas de imunoterapia para alergia ou produtos biológicos no mesmo dia da vacinação contrs COVID-19. Se você tomar vacinas contra alergia, é recomendável esperar 48 horas entre a injeção e a vacina.

 

Fonte: Allergy & Asthma Network

Tradução e adaptação: Redação CDD – Crônicos do Dia a Dia

Compartilhe!!!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima