10 fatos sem polêmicas sobre mamilos

Ela tem, ele tem, alguns têm mais de um par – o mamilo é uma polêmica maravilhosa.

Podemos ter diversas ideias a respeito do nosso corpo e de todas as suas partes funcionais, mas talvez nenhuma parte do corpo desperte tantas emoções mistas quanto o seio – tanto para homens quanto para mulheres.

Em meio a um ataque perpétuo de anúncios de aumento de seios, sutiãs para levantar os seios e proibições de mamilos, pode ser fácil esquecer que os seios das mulheres (e especificamente os mamilos) servem para mais do que um propósito evolutivo de alimentar a prole – claro, isso não determina se as mulheres podem, devem ou querem ter filhos. Além disso, os mamilos masculinos também não são muito diferentes.

Mamilos são tão individuais quanto nós, com todos os tipos de peculiaridades surpreendentes. Confira 10 fatos (sem polêmicas!) sobre mamilos!

1. Seu mamilo não é sua aréola

O mamilo fica na parte central da mama e está ligado às glândulas mamárias, onde o leite é produzido. A aréola é a área de cor mais escura ao redor do mamilo.

2. Existem de 4 a 8 tipos de mamilos

Seus mamilos podem ser planos, protuberantes, invertidos ou não classificados (múltiplos ou divididos). Também é possível ter uma mama com mamilo saliente e outra com mamilo invertido, perfazendo a combinação total de até oito tipos de mamilo.

3. Mamilos invertidos são normais

Os mamilos invertidos, que se contraem para dentro em vez de se projetarem para fora, funcionam da mesma forma que os mamilos “regulares” e protraídos. É possível ter um mamilo não invertido e outro invertido, e também é possível ter mamilos invertidos que saltam depois de um tempo.

4. Você pode ter dois mamilos em uma aréola

Isso é chamado de mamilo duplo e bifurcado. Dependendo do sistema ductal, ambos podem produzir leite para bebês. No entanto, durante a amamentação, os bebês podem ter dificuldade em colocar os dois na boca.

5. É possível ter mais de dois

Os mamilos múltiplos são chamados de mamilos supranumerários. Estima-se que 1 em 18 pessoas tem mamilos supranumerários.

6. O pelo do mamilo é real

Essas pequenas protuberâncias em torno de seus mamilos? Esses são os folículos capilares, que tanto os homens quanto as mulheres têm, então faz sentido que cresçam pelos ali!

7. Além de pelos, você deve ter protuberâncias em torno de seus mamilos

Elas são chamadas de glândulas de Montgomery, embora o nome científico delas seja glândulas areolares. Essas glândulas produzem uma secreção chamada fluido lipóide para ajudar a manter toda a aréola e a área do mamilo mais lubrificadas e confortáveis.

8. A altura média do mamilo é do tamanho de uma joaninha

Em um estudo, os resultados mostraram que um diâmetro médio da aréola é de 4 cm (que é um pouco menor do que uma bola de golfe), um diâmetro médio do mamilo é de 1,3 cm (semelhante à largura, não ao comprimento, de uma bateria AA) e uma altura média do mamilo é de 0,9 cm (o tamanho de uma joaninha).

9. Repare em todas as secreções mamilares anormais

A secreção mamilar de uma ou ambas as mamas pode ser um indicador de problemas de saúde, como hipotireodismo e cistos, bem como mudanças de medicação. Mas se você notar corrimento com sangue, certifique-se de contatar imediatamente sua equipe médica, pois pode ser um sinal de algo mais sério.

10. E, por fim… existe uma condição rara que faz com que as pessoas nasçam sem mamilos!

Isso é chamado de atelia. Para tratar a atelia, é possível fazer uma reconstrução mamária. E dependendo dos hábitos e preferências corporais da pessoa, o cirurgião irá retirar, para realizar a reconstrução, tecidos do abdômen, dorsal ou glúteos.

Então agora você já sabe: quando se trata de mamilos, há uma enorme variedade! O valor de um mamilo não está na quantidade de lactação, mas em como você o cuida e trata, porque não existe uma versão do “normal”. Mas, como acontece com qualquer outra parte do seu corpo, se você estiver preocupado com algo que seus mamilos estão fazendo (ou não), sua melhor aposta é consultar um médico.

 

Fonte: Healthline

Tradução e adaptação: Equipe AME – Amigos Múltiplos pela Esclerose

Compartilhe!!!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima