Envelhecer não significa necessariamente que você enfrentará uma série de condições médicas ou terá má qualidade de vida, mas é importante saber o que é normal para o seu corpo à medida que envelhece e o que não é, garantindo um envelhecimento de forma saudável

 

Envelhecer envolve mudanças em todas as esferas da vida, do físico ao mental, social, emocional, sexual e muito mais. Algumas dessas mudanças você pode considerar positivas e outras, negativas. O desafio é maximizar as partes boas do envelhecimento e, ao mesmo tempo, tomar medidas proativas para manter a saúde e minimizar os aspectos negativos.

10 etapas para o envelhecimento saudável (e se sentir bem!)

Idealmente, você já deve ter praticado hábitos saudáveis ​​ao longo da vida. Mas mesmo que você não tenha feito isso, nunca é tarde para começar a tomar medidas proativas para manter e até mesmo melhorar sua saúde. Pequenas mudanças no estilo de vida podem ter um grande impacto e, mesmo adotando apenas alguns dos hábitos listados aqui, você estará no caminho certo:

1. Mantenha-se fisicamente ativo para um corpo e mente saudáveis

Manter-se fisicamente em atividade pode ajudar a compensar muitos dos efeitos do envelhecimento. Praticar exercícios regularmente pode melhorar o seu equilíbrio, te ajudar a se manter com boa mobilidade, melhorar o seu humor reduzindo a sensação de ansiedade e depressão e contribuir para um melhor funcionamento cognitivo. Também é uma parte importante do gerenciamento de algumas doenças crônicas, como diabetes, doenças cardíacas, hipertensão, câncer de mama e de cólon e osteoporose.

Qualquer exercício é melhor do que nenhum, e são recomendados 150 minutos de atividade aeróbica de intensidade moderada (como nadar ou dar uma caminhada rápida) a cada semana; você ainda pode dividir isso em 30 minutos ativos por dia durante cinco dias por semana. Também são recomendadas atividades de fortalecimento muscular duas vezes por semana.

2. Mantenha-se socialmente ativo com amigos e familiares e dentro de sua comunidade

Esforçar-se para interagir com familiares e amigos pode trazer inúmeros benefícios para sua saúde. Um artigo, publicado em The Journals of Gerontology, Series B: Psychological Sciences and Social Sciences em janeiro de 2019, descobriu que os participantes (todos com mais de 65 anos) que relataram níveis mais elevados de atividade social tinham maior probabilidade de experimentar humores mais positivos, menos sentimentos negativos, e níveis mais elevados de atividade física.

Se você ainda não tem uma vida social ativa, procure oportunidades para se reconectar com velhos amigos ou fazer novos. Procure outras pessoas que pensam como você em grupos religiosos, atividades voluntárias, academias, grupos de ex-alunos ou qualquer outro grupo que corresponda a um interesse seu.

3. Siga uma dieta saudável e bem equilibrada

Para obter a nutrição de que seu corpo necessita e reduzir o risco de doenças crônicas, como doenças cardíacas, faça com que alimentos integrais com alto teor de fibras e baixo teor de gordura saturada sejam a base de sua dieta. Seguir um plano alimentar como a dieta mediterrânea pode te ajudar a atingir esse objetivo. A dieta mediterrânea enfatiza o azeite, nozes, sementes, frutas e vegetais, grãos inteiros, legumes e peixes. Tem baixo teor de carne vermelha, laticínios integrais e alimentos processados.

4. Não se negligencie: agende check-ups e cumpra-os

Os exames regulares com o seu médico, dentista, oftalmologista e profissionais de saúde especializados são oportunidades para detectar problemas precocemente e tratá-los antes que se tornem problemas maiores.

Se você tem uma ou mais condições médicas crônicas, toma vários medicamentos, está tendo problemas de memória ou mobilidade, ou passou por uma hospitalização recentemente, convém agendar uma consulta com um geriatra, observa a American Association of Retired Persons. Os geriatras são especializados no cuidado e tratamento de pessoas idosas. Após uma consulta inicial, eles podem te encaminhar a outros especialistas, coordenar cuidados e tratamentos para problemas de saúde e ajudar a criar um plano de cuidados sob medida para suas necessidades.

5. Tome todos os medicamentos conforme orientação do seu médico

Pode parecer óbvio, mas vale a pena repetir que você deve sempre tomar qualquer medicamento prescrito a você exatamente como dirigido por seu médico (ou médicos). No entanto, também vale a pena fazer uma revisão periódica da medicação com o seu médico para discutir se todas as suas prescrições ainda são necessárias. Quanto mais medicamentos você toma, mais difícil será lembrar quando e como tomá-los e maior será o risco de reações adversas (negativas) a medicamentos, bem como de interações medicamentosas.

Embora você quase nunca deva parar de tomar um medicamento sem consultar seu médico primeiro, pode valer a pena ter proatividade na revisão da necessidade de todos os medicamentos que lhe foram prescritos. E lembre-se de que o seu farmacêutico é outro recurso para obter informações sobre medicamentos, efeitos colaterais e interações medicamentosas.

6. Limite o consumo de álcool

As Diretrizes Dietéticas do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos para 2015-2020 aconselham que o consumo de álcool seja limitado a uma dose por dia para mulheres e duas doses por dia para homens. No entanto, um relatório mais recente, publicado pelo Comitê Consultivo de Diretrizes Dietéticas de 2020, recomenda que os homens também limitem o consumo de álcool a uma dose por dia.

O conselho mais recente é baseado em estudos que mostram que o risco de mortalidade associado ao consumo de álcool aumenta em níveis acima de uma dose por dia, em média, tanto para homens quanto para mulheres.

7. Pare de fumar para diminuir o risco de câncer e doenças cardíacas

Se você é um fumante atual, deve parar de fumar com urgência: os benefícios de parar de fumar para a saúde incluem diminuir o colesterol, a pressão arterial e a frequência cardíaca; um menor risco de câncer, diabetes e danos aos pulmões; e ossos, músculos e sistema imunológico mais fortes.

8. Obtenha o sono de que seu corpo precisa

A National Sleep Foundation recomenda que adultos com mais de 65 anos tenham entre sete e oito horas de sono todas as noites. À medida que envelhece, você pode notar que seu horário de sono mudou, de modo que você fica mais sonolento no início da noite e pronto para acordar mais cedo pela manhã; isso não é incomum, nem representa um problema, desde que você continue a cumprir as recomendadas sete a oito horas de sono por noite. Se você estiver sofrendo de insônia crônica ou aguda, fale com seu médico, que pode te ajudar a determinar o que está tirando seu sono e te aconselhar sobre as possíveis soluções.

9. Pratique uma boa higiene dentária todos os dias

Para proteger seus dentes e gengivas, a recomendação é escovar os dentes de duas a três vezes ao dia com uma escova de cerdas macias, usar fio dental diariamente e limpar regularmente qualquer dentadura que você possa usar. Não apenas seus dentes e gengivas ficarão mais saudáveis ​​com essa rotina, mas a prevenção da inflamação na boca por meio de uma boa higiene dental pode te ajudar a controlar outras doenças inflamatórias crônicas, como diabetes e doenças cardíacas, de acordo com a American Academy of Periodontology.

10. Discuta as mudanças na sua função sexual com o seu médico

Se você estiver passando por mudanças em sua libido ou função sexual que tenham um impacto negativo em sua vida sexual, converse com seu médico sobre isso. O National Institute on Aging observa que a ajuda está disponível na forma de ajuda física ou medicação, bem como na comunicação com seu parceiro e na exploração de novos caminhos para a intimidade física e emocional. Seu médico pode te encaminhar a um terapeuta sexual, que pode te ajudar a definir como seria uma vida sexual satisfatória para você e como chegar lá.

Sinais de alerta que você não deve ignorar

É fácil culpar o envelhecimento por um mau humor ou fadiga, mas muitas vezes o envelhecimento não é a causa direta desses problemas. Sentir-se em exaustão ou depressão constantes não é normal em nenhuma idade. Se você perdeu a energia ou o desejo de se envolver em atividades de que antes gostava, consulte seu médico para um check-up. Você pode estar em depressão ou ter outro problema médico que requer atenção imediata.

Quais são alguns outros sinais de alerta que você não deve ignorar? Qualquer um dos itens a seguir pode indicar um grande problema de saúde e deve ser verificado por um profissional médico:

  • Fraqueza repentina ou tontura
  • Falta de ar
  • Pressão na área do peito
  • Formigamento ou dormência, especialmente em apenas um lado do corpo
  • Perda de equilíbrio ou coordenação
  • Dificuldade em falar ou engolir
  • Suor excessivo
  • Perda repentina de visão ou visão turva
  • Edemas marcados, mesmo quando você não teve nenhum ferimento recente
  • Perda de peso rápida
  • Confusão prolongada
  • Ferimentos que parecem nunca cicatrizar

Com atenção médica imediata, muitas pessoas sobrevivem a problemas médicos graves e até mesmo prosperam depois, se os aproveitarem como uma oportunidade de continuar uma vida saudável e significativa.

 

Fonte: Everyday Health

Tradução e adaptação: Redação CDD – Crônicos do Dia a Dia

Compartilhe!!!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima