Coronavirus, Covid-19, SARS-CoV-2: o que você precisa saber?

O novo coronavírus, que iniciou um surto epidêmico na cidade de Wuhan no final do ano passado conseguiu, em apenas algumas semanas, atrair enorme atenção da mídia, cientistas e da comunidade internacional. Vamos nessa matérias entender melhor o que é, como se prevenir e tratar, caso seja necessário.

 

1. O que é o coronavírus?

Deixando para trás teorias conspiratórias, ele é um vírus presente na natureza. Existe na natureza uma imensidão de vírus que não conhecemos. De tempos em tempos algum deles se modifica e atinge animais e ou seres humanos. Ebola, Sars, gripe aviária são exemplos disso. O Coronavírus é o nome de uma grande família de vírus que tem uma estrutura em formato de coroa, conhecida desde 1960. Eles causam infecções respiratórias e já provocaram outras doenças, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers).

A doença causada pelo novo coronavírus recebeu o nome de Covid-19.

 

2. Como é a transmissão?

De forma muito semelhante ao vírus da gripe comum, o Coronavirus é transmitido das seguintes formas:

 

  • Por vias respiratórias, pelo ar e por gotículas provenientes de espirros e da fala de indivíduos infectados;
  • Por contato físico, quando essas gotículas com o vírus alcançam mucosas do olho, nariz e boca por meio de beijos e abraços;
  • Por meio do contato de superfícies contaminadas, quando essas gotículas com o vírus ficam depositadas em locais como um corrimão ou uma maçaneta, e depois entram em contato com mucosas do olho, nariz e boca.

O período de incubação da doença, ou seja, período em que a pessoa está com o vírus mas não apresenta sintomas dura entre 5 e 7 dias. Por haver pessoas com períodos de incubação que podem ser superiores, o período de isolamento costuma ser o dobro do tempo normal de incubação. Por isso, pessoas que apresentam sintomas de Covid-19, devem ficar em observação por 14 dias. Normalmente a doença é transmitida quando o paciente apresenta sintomas. Mas, por se tratar de uma doença nova, pessoas que tiveram contato com indivíduos infectados estão sendo colocadas em observação por precaução. 

 

3. Quais são os sintomas da doença causada por coronavírus?

 

Os sintomas da Covid 19 se assemelham aos de uma gripe:

  • Tosse seca, 
  • Febre 
  • Fadiga 
  • Dores no corpo
  • Congestionamento nasal
  • Inflamação na garganta
  • Diarreia

 

4. Como prevenir?

Higienizar as mãos e superfícies, como móveis e corrimão, são as principais formas de se prevenir contra o novo coronavírus. Mesmo com as mãos limpas, evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca. Além disso, é preciso limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado.

O Ministério da Saúde alerta também para que não seja feito o compartilhamento de itens pessoais, como talheres e toalhas.

 

5.  Que produtos de limpeza matam o coronavírus?

O novo coronavírus pode ser morto por produtos de limpeza desinfetantes de fácil acesso, como álcool 70%, água sanitária e até com a combinação de água e sabão.

 

6. Como é feito o tratamento?

Não existe tratamento específico contra a Covid-19. Os pacientes infectados recebem uma medicação para aliviar os sintomas.

Segundo o Ministério da Saúde, o tratamento indicado é repouso e consumo de bastante água. As medidas adotadas para aliviar os sintomas são:

  • Medicamentos para dor e febre (antitérmicos e analgésicos).
  • Umidificador no quarto ou banho quente para aliviar a dor de garganta e tosse.

 

As internações hospitalares são indicadas apenas para os casos com quadro respiratório grave e pessoas com doenças cardíacas, doenças pulmonares, diabetes, pessoas com baixa imunidade, pessoas com doenças crônicas, neoplasias e grupos de maior risco (crianças menores de 2 anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais)

 

 

7. Como é feito o diagnóstico do coronavírus?

O diagnóstico do coronavírus é feito com a coleta de materiais respiratórios (aspiração de vias aéreas ou indução de escarro). É necessária a coleta de duas amostras na suspeita do coronavírus.

As duas amostras serão encaminhadas com urgência para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen).

Uma das amostras será enviada ao Centro Nacional de Influenza (NIC) e outra amostra será enviada para análise de metagenômica.

Para confirmar a doença é necessário realizar exames de biologia molecular que detecte o RNA viral. O diagnóstico do coronavírus é feito com a coleta de amostra, que está indicada sempre que ocorrer a identificação de caso suspeito. 

Orienta-se a coleta de aspirado de nasofaringe (ANF) ou swabs combinado (nasal/oral) ou também amostra de secreção respiratória inferior (escarro ou lavado traqueal ou lavado bronca alveolar).

 

8. Qualquer hospital pode receber paciente com coronavírus?

Para um correto manejo clínico desde o contato inicial com os serviços de saúde, é preciso considerar e diferenciar cada caso.

Os casos graves devem ser encaminhados a um Hospital de Referência estadual para isolamento e tratamento.

Os casos suspeitos leves podem não necessitar de hospitalização, sendo acompanhados pela Atenção Primária e instituídas medidas de precaução domiciliar. Porém, é necessário avaliar cada caso.

9. Estou com sintomas de Covid 19, onde devo ir?

Acesse aqui a lista dos hospitais que prestam atendimento.

Acesse aqui a lista de Unidades de Básicas de Saúde que prestam atendimento em seu município.

Acesse aqui a plataforma com o número de notificações de casos e casos confirmados que é atualizado diariamente pelo Ministério da Saúde do Brasil. Até o fechamento dessa matéria, existiam 34 casos confirmados de pessoas com a Covid 19 no país. 

  1. Uísque com mel, cura o Coronavirus?

Assim como existem já diversas informações de qualidade sobre a Covid 19 na internet, muitas notícias falsas se espalharam sobre possíveis curas, óleos milagrosos, uso de vitaminas, chás, bebidas alcoolicas misturadas com outros ingredientes. É importante nos mantermos informados com fontes seguras. Todas as informações dessa matéria são provenientes do Ministério da Saúde e OMS. Caso você veja alguma informação e queira saber se ela é falsa, sobre Covid 19, envie para o Ministério da Saúde. O MS mantem atualizada uma lista de fake news sobre o Coronavirus, que você pode consultar aqui

 

DICAS RÁPIDAS PARA EVITAR O CONTÁGIO:

  • Lave bem as mãos, com bastante frequência e leve na bolsa um alcool gel
  • Evite tocar na boca, olhos e nariz.
  • Se você tiver sintomas como tosse, febre e/ou falta de ar, procure atendimento médico
  • Se você tem uma condição crônica de doença que causa problemas respiratórios ou utiliza medicações imunossupressoras, aumente o cuidado. 

 


Redação CDD

Fontes: OMS e Ministério da Saúde

Compartilhe!!!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email
Scroll to Top