O que é alergia e quais são seus sintomas?

Uma alergia é uma resposta do sistema imunológico a uma substância estranha que normalmente não é prejudicial ao corpo. Essas substâncias estranhas são chamadas de alérgenos. Eles podem incluir certos alimentos, pólen ou pêlos de animais.

O trabalho do sistema imunológico é mantê-lo saudável, combatendo patógenos nocivos. Ele faz isso atacando qualquer coisa que possa colocar o corpo em perigo. Dependendo do alérgeno, essa resposta pode envolver inflamação, espirros ou uma série de outros sintomas.

O sistema imunológico normalmente se ajusta ao seu ambiente. Por exemplo, quando o corpo encontra algo como pêlos de animais, ele deve perceber que é inofensivo. Em pessoas com alergia à pele de animais, o sistema imunológico o percebe como um invasor externo que ameaça o corpo e o ataca.

As alergias são comuns. Vários tratamentos podem ajudá-lo a evitar seus sintomas.

Sintomas de alergias

Os sintomas que uma pessoa com alergia experimenta por causa são o resultado de vários fatores. Estes incluem o tipo e a gravidade da alergia. Se a pessoa tomar algum medicamento antes de uma resposta alérgica antecipada, ainda poderá sentir alguns desses sintomas, mas eles podem ser reduzidos.

Alergias alimentares

Alergias alimentares podem desencadear inchaço, urticária, náusea, fadiga e muito mais. Pode demorar um pouco para uma pessoa perceber que tem uma alergia alimentar. Se alguém tiver uma reação séria após uma refeição e não tiver certeza do motivo, é importante consultar um serviço de atendimento de emergência imediatamente. Eles podem encontrar a causa exata da reação ou encaminhar a pessoa a um especialista.

Alergias sazonais

Os sintomas da rinite alérgica podem imitar os de um resfriado e incluem congestão, coriza e olhos inchados. Na maioria das vezes, a pessoa com esses sintomas pode manejá-los em casa usando tratamentos sem receita. Consultar um médico se os seus sintomas se tornarem incontroláveis é importante.

Alergias graves

Alergias graves podem causar anafilaxia: uma emergência com risco de vida que pode levar a dificuldades respiratórias, tontura e perda de consciência. Se alguém estiver enfrentando esses sintomas após entrar em contato com um possível alérgeno, é essencial buscar ajuda médica imediatamente.

Alergias na pele

As alergias cutâneas podem ser um sinal ou sintoma de uma alergia. Eles também podem ser o resultado direto da exposição a um alérgeno.

Por exemplo, comer um alimento ao qual a pessoa é alérgica pode causar vários sintomas, como sentir formigamento na boca e na garganta, ou desenvolver uma erupção cutânea.

A dermatite de contato, no entanto, é o resultado da pele entrar em contato direto com um alérgeno. Isso pode acontecer se a pessoa tocar em algo que é alérgica, como um produto de limpeza ou uma planta.

São tipos de alergias de pele:

  • Erupções cutâneas. As áreas da pele estão irritadas, vermelhas ou inchadas e podem ser dolorosas ou coçar.
  • Eczema. Manchas de pele ficam inflamadas e podem coçar ou sangrar.
  • Dermatite de contato. Manchas vermelhas e com coceira na pele se desenvolvem quase imediatamente após o contato com um alérgeno.
  • Dor de garganta. A faringe ou a garganta estão irritadas ou inflamadas.
  • Urticária. Vergões vermelhos, com coceira e erupção cutânea caracterizada pela presença de placas congestivas pouco salientes e frequentemente pruriginosas.
  • Olhos inchados. Os olhos podem ficar lacrimejantes ou com coceira e parecer “inchados”.
  • Coceira. Há irritação ou inflamação na pele.
  • Sensação de queimação. A inflamação da pele leva a desconforto e sensações de picadas na pele.

Causas de alergias

Os pesquisadores não sabem exatamente por que o sistema imunológico causa uma reação alérgica quando uma substância estranha normalmente inofensiva entra no corpo. As alergias têm um componente genético. Isso significa que os pais podem passá-los para seus filhos. No entanto, apenas uma suscetibilidade geral à reação alérgica é genética. Alergias específicas não são transmitidas. Por exemplo, se a mãe é alérgica a mariscos, isso não significa necessariamente que o filho também será.

São tipos comuns de alérgenos:

  • Produtos animais. Estes incluem pêlos de animais, resíduos de ácaros e baratas.
  • Medicamentos. Penicilina e antibióticos da família das sulfamidas são gatilhos comuns.
  • Alimentos. Alergias a trigo, nozes, leite, marisco e ovos são comuns.
  • Picadas de insetos. Estes incluem abelhas, vespas e mosquitos.
  • Mofo. Esporos de mofo no ar podem desencadear uma reação.
  • Plantas. Pólens de grama, ervas daninhas e árvores, bem como resina de plantas como hera venenosa e carvalho venenoso, são alérgenos de plantas muito comuns.
  • Outros alérgenos. O látex, frequentemente encontrado em luvas e preservativos, e metais como o níquel também são alérgenos comuns.

As alergias sazonais, também conhecidas como rinite alérgica, são algumas das alergias mais comuns. Estes são causados ​​pelo pólen liberado pelas plantas. Eles causam:

  • olhos coçando
  • olhos marejados
  • nariz pingando
  • tosse

Tratamentos de alergia

A melhor maneira de evitar alergias é ficar longe do que desencadeia a reação. Se isso não for possível, existem opções de tratamento disponíveis.

Medicamentos

O tratamento da alergia geralmente inclui medicamentos como anti-histamínicos para controlar os sintomas. Busque conversar com um profissional de saúde para verificar qual é a medicação ideal para o seu caso, de acordo com a gravidade de suas alergias.

Os tipos de medicamentos para alergia incluem:

  • anti-histamínicos
  • descongestionantes
  • corticóides
  • broncodilatadores
  • cromonas
  • imunossupressores
  • antileucotrienos
Imunoterapia

Muitas pessoas optam pela imunoterapia, o que envolve várias injeções ao longo de alguns anos para ajudar o corpo a se acostumar com a alergia. Uma imunoterapia bem-sucedida pode impedir o retorno dos sintomas de alergia.

Epinefrina de emergência auto-injetável

Se você tiver uma alergia grave com risco de vida, leve uma injeção de epinefrina de emergência. A ação rápida da epinefrina evitará um agravamento das reações alérgicas até que a ajuda médica chegue. Algumas reações alérgicas podem se tornar uma emergência médica. Prepare-se para essas situações conhecendo os primeiros socorros da reação alérgica e tendo consigo um protocolo de emergências para saber o que fazer no momento.

Remédios naturais para alergias

Muitos remédios e suplementos naturais são comercializados como tratamento e até como forma de prevenir alergias. Converse com seu médico antes de experimentá-los. Alguns tratamentos naturais podem realmente conter outros alérgenos e piorar seus sintomas.

Por exemplo, alguns chás secos usam flores e plantas que estão intimamente relacionadas a plantas que podem estar causando espirros que vão se agravando, o mesmo vale para os óleos essenciais. Algumas pessoas usam óleos para aliviar os sintomas comuns de alergias, mas os óleos essenciais ainda contêm ingredientes que podem causar alergias.

Cada tipo de alergia tem uma série de remédios naturais que podem ajudar a acelerar a recuperação. Também existem opções naturais para alergias infantis.

Como as alergias são diagnosticadas

Seu médico poderá diagnosticar alergias de várias maneiras. Primeiro, ele perguntará sobre seus sintomas e realizará um exame físico. Ele poderá perguntar sobre qualquer coisa incomum que você tenha comido recentemente e quaisquer substâncias com as quais tenha entrado em contato. Por exemplo, se você tiver uma erupção cutânea nas mãos, seu médico pode perguntar se você colocou luvas de látex recentemente.

Por fim, um exame de sangue e um teste cutâneo podem confirmar ou diagnosticar alérgenos que o médico suspeita que você tenha.

Exame de sangue de alergia

O médico pode pedir um exame de sangue. Seu sangue será testado para a presença de anticorpos causadores de alergia chamados imunoglobulina E (IgE). Estas são células que reagem a alérgenos. O médico usará um exame de sangue para confirmar um diagnóstico se estiver preocupado com o potencial de uma reação alérgica grave.

Teste de pele

Você também poderá ser encaminhado a um alergista para testes e tratamento. Um teste cutâneo é um tipo comum de teste de alergia realizado por um alergista.

Durante este teste, sua pele é picada ou arranhada com pequenas agulhas contendo potenciais alérgenos. Se você for alérgico a uma substância específica, a sua pele ficará vermelha e inflamada.

Testes diferentes podem ser necessários para diagnosticar todas as suas alergias potenciais. 

Prevenção de sintomas

Não há como prevenir alergias, a não ser evitando os alérgenos que a desencadeiam, para não dar início ao surgimento dos sintomas. 

Evitar é a maneira mais eficaz de prevenir os sintomas de alergia alimentar. Uma dieta de eliminação (dieta utilizada para ajudar a identificar alimentos que podem estar provocando sintomas como diarreia, inchaço, gases e outros problemas) pode ajudá-lo a determinar a causa de suas alergias para que você saiba como evitá-las. Para ajudá-lo a evitar alérgenos alimentares, leia atentamente os rótulos dos alimentos e faça perguntas ao jantar fora.

Prevenir alergias sazonais, de contato e outras se resume a saber onde os alérgenos estão localizados e como evitá-los. Se você é alérgico à poeira, por exemplo, pode ajudar a reduzir os sintomas instalando filtros de ar adequados em sua casa, limpando seus dutos de ar profissionalmente e limpando sua casa regularmente.

O teste de alergia adequado pode ajudá-lo a identificar seus gatilhos exatos, o que os torna mais fáceis de evitar. Essas outras dicas também podem evitar reações alérgicas perigosas.

Complicações das alergias

Embora você possa pensar em alergias como aqueles espirros irritantes que surgem a cada nova temporada, algumas dessas reações alérgicas podem realmente ser fatais.

A anafilaxia, por exemplo, é uma reação grave à exposição de alérgenos. A maioria das pessoas associa anafilaxia com alimentos, mas qualquer alérgeno pode causar os sinais indicadores:

  • vias aéreas subitamente estreitadas
  • aumento da frequência cardíaca
  • possível inchaço da língua e da boca

Os sintomas de alergia podem criar muitas complicações. Seu médico pode ajudar a determinar a causa de seus sintomas, bem como a diferença entre uma sensibilidade e uma alergia completa. Ele também poderá ensiná-lo a gerenciar seus sintomas de alergia para evitar as piores complicações.

Asma e alergias

A Asma é uma condição respiratória comum. Ela torna a respiração mais difícil e pode estreitar as passagens de ar em seus pulmões.

A Asma está intimamente relacionada com as alergias. De fato, as alergias podem piorar a Asma existente. Também pode desencadear Asma em uma pessoa que nunca teve a doença.

Quando essas condições ocorrem juntas, é chamada de Asma induzida por alergia ou Asma alérgica, que afeta cerca de 60% das pessoas que têm Asma nos Estados Unidos, estima a Allergy and Asthma Foundation of America.

Alergias vs. resfriado

Coriza, espirros e tosse são sintomas comuns de alergias. Eles também são sintomas comuns de um resfriado e infecção sinusal. De fato, decifrar entre os sintomas às vezes genéricos pode ser difícil.

No entanto, sinais e sintomas adicionais das condições podem ajudá-lo a distingui-los. Por exemplo, as alergias podem causar erupções cutâneas na pele e coceira nos olhos. O resfriado comum pode causar dores no corpo, até febre. Uma infecção sinusal (sinusite) normalmente produz uma secreção espessa e amarela do nariz.

As alergias podem afetar seu sistema imunológico por períodos prolongados. Quando o sistema imunológico está comprometido, aumenta a probabilidade de você pegar vírus com os quais entra em contato. Isso inclui o vírus que causa o resfriado comum.

Por sua vez, ter alergias realmente aumenta o risco de ter mais resfriados.

Tosse alérgica

A rinite alérgica pode produzir sintomas que incluem espirros e uma tosse persistente e teimosa. É o resultado da reação exagerada do seu corpo aos alérgenos. Não é contagioso, mas pode ser difícil de lidar.

Ao contrário de uma tosse crônica, a tosse causada por alergias e rinite alérgica é temporária. Você só pode sentir os sintomas dessa alergia sazonal durante épocas específicas do ano, quando as plantas florescem pela primeira vez.

Além disso, as alergias sazonais podem desencadear Asma, que por sua vez pode causar tosse. Quando uma pessoa com alergias sazonais comuns é exposta a um alérgeno, o aperto das vias aéreas pode causar tosse. Falta de ar e aperto no peito também podem ocorrer. Descubra por que a tosse da rinite alérgica geralmente piora à noite e o que você pode fazer para aliviá-la.

Alergias e bronquite

Vírus ou bactérias podem causar bronquite, ou pode ser o resultado de alergias. O primeiro tipo, bronquite aguda, geralmente termina após vários dias ou semanas. A bronquite crônica, no entanto, pode durar meses, possivelmente mais. Também pode retornar com frequência.

A exposição a alérgenos comuns é a causa mais comum de bronquite crônica. Esses alérgenos incluem:

  • fumaça de cigarro
  • poluição do ar
  • pólen
  • vapores químicos

Ao contrário das alergias sazonais, muitos desses alérgenos permanecem em ambientes como casas ou escritórios. Isso pode tornar a bronquite crônica mais persistente e mais provável de retornar.

A tosse é o único sintoma comum entre bronquite crônica e aguda.

Alergias e bebês

As alergias de pele são mais comuns em crianças mais novas hoje do que eram apenas algumas décadas atrás. No entanto, as alergias de pele diminuem à medida que as crianças crescem. As alergias respiratórias e alimentares tornam-se mais comuns à medida que as crianças crescem.

Alergias de pele comuns em bebês incluem:

  • Eczema. Esta é uma condição inflamatória da pele que causa erupções vermelhas que coçam. Essas erupções podem se desenvolver lentamente, mas ser persistentes.
  • Dermatite de contato alérgica. Esse tipo de alergia cutânea aparece rapidamente, geralmente imediatamente após o contato do bebê com o alérgeno. A dermatite de contato mais grave pode evoluir para bolhas dolorosas e causar rachaduras na pele.
  • Urticária. As urticárias são inchaços vermelhos ou áreas elevadas da pele que se desenvolvem após a exposição a um alérgeno. Eles não se tornam escamosos e racham, mas a coceira nas urticárias pode fazer a pele sangrar.
  • Erupções cutâneas ou urticárias incomuns no corpo do seu bebê podem assustá-lo. Compreender a diferença no tipo de alergias de pele que os bebês geralmente experimentam pode ajudá-lo a encontrar um tratamento melhor.

Viver com alergias

As alergias são comuns e não têm consequências fatais para a maioria das pessoas. As pessoas que estão em risco de anafilaxia podem aprender como gerenciar suas alergias e o que fazer em uma situação de emergência.

A maioria das alergias é controlável com evasão, medicamentos e mudanças no estilo de vida. Converse com seu médico ou alergista para ajudar a reduzir quaisquer complicações importantes e tornar a vida mais agradável.

Leia também no site da CDD:

Tradução e adaptação: Equipe da Crônicos do Dia a Dia (CDD) 

Fonte: Healthline

Escrito por Brian Krans e Kimberly Holland, revisado por Alana Biggers, 5 de junho de 2018.

Compartilhe!!!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima