Obesidade é um termo que provoca múltiplas sensações, devido às diferentes normas culturais e estigmas sobre o tamanho e a forma do corpo. Mas, para os propósitos desta visão geral, vamos nos concentrar na definição da Organização Mundial da Saúde (OMS): acúmulo anormal ou excessivo de gordura no corpo que apresenta risco à sua saúde.

O risco à saúde inclui toda causa potencial de uma pessoa perder sua vida, juntamente com uma série de condições crônicas, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos.

Em todo o mundo, a prevalência da Obesidade triplicou desde 1975, segundo a OMS. A agência afirma ainda que 39% dos adultos com 18 anos ou mais estavam acima do peso em 2016 (1,9 bilhão de adultos) e 13% eram obesos (mais de 650 milhões).

Jamie Kane, médico da Northwell Health em Syosset, Nova York, atribui essa tendência à mudança dos padrões alimentares, principalmente nos Estados Unidos, que é o país com as maiores taxas de Obesidade em todo o mundo, de acordo com o CIA World Factbook. “Os tamanhos das porções são maiores do que há algumas décadas e, em média, os americanos comem 20% mais calorias do que na década de 1970”, diz o Dr. Kane. (4,5)

E as consequências sociais e econômicas da obesidade – incluindo US$ 161 bilhões em custos excessivos de saúde e US$ 66 bilhões em perda de produtividade no local de trabalho nos Estados Unidos, de acordo com um estudo anterior – estão tendo efeitos profundos em todo o país e em todo o mundo. Mas a obesidade pode ser prevenida.

Perguntas frequentes (e respostas) sobre a Obesidade

Como a Obesidade afeta o corpo?

A obesidade tem o potencial de afetar todos os aspectos da saúde de uma pessoa. Está associada ao colesterol alto, pressão alta, diabetes tipo 2, apneia do sono, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral, osteoartrite e alguns tipos de câncer, entre outras condições.

Como prevenir a Obesidade?

Os formuladores de políticas, empresas e comunidades devem trabalhar juntos para criar ambientes mais saudáveis ​​para lidar com a obesidade. Cada pessoa pode buscar conhecer o próprio IMC, desenvolver hábitos alimentares saudáveis ​​e praticar exercícios regularmente para prevenir a Obesidade.

Como a Obesidade afeta o COVID-19?

A Obesidade aumenta as chances da pessoa sofrer uma doença grave, ser hospitalizada ou morrer se contrair o COVID-19. A Obesidade também pode diminuir a capacidade pulmonar e afetar a função do sistema imunológico, o que, por sua vez, prejudica a recuperação do COVID-19.

Como a Obesidade afeta a fertilidade?

Ter peso extra pode afetar a capacidade de conceber uma criança. O excesso de peso pode atrapalhar a ovulação ou impedir que tratamentos de fertilidade, como a fertilização in vitro, funcionem. A síndrome dos ovários policísticos, uma causa comum de infertilidade, muitas vezes também coexiste com a Obesidade.

Como a Obesidade causa apneia do sono?

Ela é um importante fator de risco para a apneia obstrutiva do sono, um distúrbio no qual a respiração pára e começa, ciclo que ocorre repetidamente durante o sono. A Obesidade pode piorar esse problema devido aos depósitos de gordura nos tecidos das vias aéreas superiores do corpo. A apneia do sono pode afetar até 45% das pessoas que estão com o peso considerado obeso.

Referências:

Leia também no site da CDD:

Tradução e adaptação: Equipe da Crônicos do Dia a Dia (CDD)
Fonte: Everyday Health
Escrito por Sheryl Huggins Salomon, revisado pelo médico Justin Laube, em 7 de outubro de 2020.

Compartilhe!!!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima