Desmielinização: o que é e por que acontece?

Saiba mais sobre a desmielinização – os danos à mielina ao redor dos nervos

 

O que é desmielinização?

Os nervos enviam e recebem mensagens de todas as partes do corpo e as processam no cérebro. Eles permitem que você:

  • fale
  • veja
  • sinta
  • pense

Muitos nervos são revestidos de mielina, que é um material isolante. Quando está desgastada ou danificada, os nervos podem se deteriorar, causando problemas no cérebro e em todo o corpo. Danos à mielina ao redor dos nervos são chamados de desmielinização.

Nervos

Os nervos são compostos de neurônios. Os neurônios são compostos por:

(Fonte: InfoEscola)
  • um corpo celular
  • dendritos
  • um axônio

O axônio envia mensagens de um neurônio para o próximo. Os axônios também conectam neurônios a outras células, como células musculares.

Alguns axônios são extremamente curtos, enquanto outros têm 90 centímetros de comprimento. Os axônios são cobertos por mielina. A mielina protege os axônios e ajuda a transmitir as mensagens dos axônios o mais rápido possível.

Mielina

A mielina é feita de camadas de membrana que cobrem um axônio. Isso é semelhante à ideia de um fio elétrico com revestimento para proteger o metal por baixo.

A mielina permite que um sinal nervoso viaje mais rápido. Em neurônios que perderam a mielina, um sinal pode viajar ao longo dos nervos a cerca de 1 metro por segundo. Em um neurônio mielinizado, o sinal pode viajar 100 metros por segundo.

Certas condições médicas podem danificar a mielina. A desmielinização retarda as mensagens enviadas ao longo dos axônios e faz com que o axônio se deteriore. Dependendo da localização do dano, a perda no axônio pode causar problemas para:

  • sentir
  • mover-se
  • ver
  • ouvir
  • pensar com clareza

Causas da desmielinização

A inflamação é a causa mais comum de danos à mielina. Outras causas incluem:

  • algumas infecções virais
  • problemas metabólicos
  • perda de oxigênio
  • compressão física

Sintomas de desmielinização

A desmielinização impede que os nervos sejam capazes de conduzir mensagens de e para o cérebro. Os efeitos da desmielinização podem ocorrer rapidamente. 

Primeiros sintomas de desmielinização

Nem todo mundo é afetado pelas condições desmielinizantes da mesma maneira. No entanto, alguns sintomas desmielinizantes são muito comuns.

Os primeiros sintomas – que estão entre os primeiros sinais de desmielinização – incluem:

  • perda de visão
  • problemas de bexiga ou intestino
  • dor incomum nos nervos
  • fadiga geral

Sintomas associados ao efeito da desmielinização nos nervos

Os nervos são uma parte essencial das funções do seu corpo, portanto, uma ampla gama de sintomas pode ocorrer quando os nervos são afetados pela desmielinização, incluindo:

  • dormência
  • perda de reflexos e movimentos descoordenados
  • pressão arterial mal controlada
  • visão embaçada
  • tontura
  • batimento cardíaco acelerado ou palpitações
  • problemas de memória
  • dor
  • perda de controle da bexiga e intestino
  • fadiga

Os sintomas podem ir e vir em condições crônicas e progredir ao longo dos anos.

Tratamento e diagnóstico

Não há cura para as condições desmielinizantes, mas um novo crescimento de mielina pode ocorrer em áreas danificadas. No entanto, muitas vezes ele é mais fino e não tão eficaz. Os pesquisadores estão procurando maneiras de aumentar a capacidade do corpo de cultivar nova mielina.

A maioria dos tratamentos para doenças desmielinizantes reduz a resposta imunológica. O tratamento envolve o uso de drogas como interferon beta-1a ou acetato de glatirâmero.

Pessoas com baixos níveis de vitamina D desenvolvem mais facilmente EM ou outras condições desmielinizantes. Altos níveis de vitamina D podem reduzir as respostas imunológicas inflamatórias.

Desmielinização e ressonâncias magnéticas

Condições desmielinizantes, especialmente EM e neurite óptica, ou inflamação do nervo óptico, são detectáveis ​​com exames de ressonância magnética. As ressonâncias magnéticas podem mostrar placas de desmielinização no cérebro e nos nervos, especialmente aquelas causadas pela EM.

Seu médico pode localizar placas ou lesões que afetam seu sistema nervoso. O tratamento pode então ser direcionado especificamente à fonte de desmielinização em seu corpo.

Vacinas e desmielinização

Ativar o sistema imunológico com uma vacina pode desencadear uma reação autoimune. Isso tende a ocorrer apenas em alguns indivíduos com sistema imunológico hipersensível.

Algumas crianças e adultos apresentam “síndromes desmielinizantes agudas” após a exposição a certas vacinas, como as da gripe ou HPV.

Mas houve apenas 71 casos documentados de 1979 a 2014, e não é certo que as vacinas foram a causa da desmielinização.

Em conclusão

As condições desmielinizantes podem parecer dolorosas e incontroláveis ​​no início. No entanto, ainda é possível viver bem com EM, Neuromielite Óptica e outras condições similares.

Existem novas pesquisas promissoras sobre as causas da desmielinização e como tratar as fontes biológicas da deterioração da mielina. Os tratamentos também estão sendo aprimorados para o controle da dor causada pela desmielinização.

As condições desmielinizantes podem não ser curáveis. No entanto, você pode conversar com seu médico sobre medicamentos e outros tratamentos que podem te ajudar a saber mais sobre sua condição.

Quanto mais você souber, mais pode fazer para lidar com os sintomas, como fazer mudanças no estilo de vida, para te ajudar a controlar os efeitos com eficácia.

 

Fonte: Healthline

Tradução e adaptação: Redação CDD – Crônicos do Dia a Dia

Compartilhe!!!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima