Como viver bem com DPOC

Para se sentir o melhor possível e minimizar os sintomas e o agravamento da DPOC, é fundamental que o paciente procure manter-se ativo, com disposição e força de vontade para superar desafios diários, especialmente os relacionados com a execução de atividades diárias e com a prática de exercícios, sempre considerando o limite de seu organismo para não ficar sobrecarregado e cansado.

Consultar o médico especialista com frequência, interagir e relatar todos os sintomas e dificuldades a ele e atentar-se às orientações prescritas nas consultas também ajudam a viver bem com a doença.

Algumas mudanças no estilo de vida são essenciais para quem quer viver com qualidade e independência, superando os desafios da DPOC.

Confira alguns passos!

1. Pare de fumar. Parar de fumar é a melhor forma de combater a DPOC. Mesmo que você use a medicação da doença pulmonar obstrutiva crônica corretamente, parar de fumar é essencial. Se você ainda não tentou largar o cigarro ou está tendo dificuldades, busque ajuda médica e apoio psicológico, pois além de ser extremamente difícil abandonar o vício, esses profissionais te ajudarão a lidar melhor com os sintomas da abstinência como ansiedade e irritabilidade, por exemplo.

Para ler mais, acesse: https://saude.novartis.com.br/dpoc/como-viver-bem-com-dpoc/

Compartilhe!!!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Rolar para cima